A Quinta das Virtudes (seminovo)

R$10,91

Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

Descrição do produto

Literatura Estrangeira / Brochura /Livro seminovo (semuso,mas contem pequenas, discretas e dispersas manchinhas de amarelamento nos cortes e contra guarda. Miolo, capas e orelhas em perfeito estado de novo!

SINOPSE: A QUINTA DAS VIRTUDES é um romance centrado na crônica de uma casa do Porto, retratando a vida portuguesa e portuense entre 1757, data da fundação da casa, e 1853, data da morte da rainha D. Maria II. Este período, surpreendido no espírito das épocas e dos lugares,corresponde a um das fases mais interessantes da evolução do País, ilustrada por episódios históricos e fenômenos coletivos, como as invasões francesas, as lutas liberais, o comércio do vinho do Porto, a ascensão do capitalismo, a revolta da Maria da Fonte e os primeiros passos da industrialização. Baseado em dados documentais e em tradições familiares, Mário Cláudio faz reviver uma plêiade de personagens reais, coloridas pela imaginação, movendo-se no palco dos seus amores e dos seus negócios, das suas vitórias e das suas frustrações. É de uma visita ao passado que trata, numa sucessão de atmosferas marcadas por olhares e por aromas, pela pequena eternidade e pela fugacidade da vida. No estrito sentido de uma classificação bibliográfica, QUINTA DAS VIRTUDES poderia se enfileirar entre os romances históricos, crônicas de época que redescobrem o passado pelo olhar da ficção. O romance, porém, não se resume ao compromisso com a exatidão e com o ritmo ficcional, e expande-se pelo território das metáforas ao condensar nas estruturas da casa senhorial simbólicas mudanças e corrosões que vão moldando a sociedade portuguesa. Ao fazer as associações, o texto mergulha com profundidade no inconsciente nacional português, na procura de uma identidade para a nação. Ernesto Sampaio, do Diário de Lisboa resumiu em seu comentário as qualidades de QUINTA DAS VIRTUDES: "Nós, pelo nosso lado, ainda deslumbrados com o livro, lido de um folêgo, apenas acrescentamos que o texto de Mário Cláudio é um momento poético alto e raro."

O Autor: Ficcionista, poeta e ensaísta, Mário Cláudio, pseudônimo de Rui Manuel Pinto Barbot Costa, nasceu no Porto em 1941. Freqüentou o curso de Direito em Lisboa, terminando-o na Universidade de Coimbra. Graduou-se em Master of Arts na Universidade de Londres. É professor da escola Superior de Jornalismo do Porto.

O que você acha do produto?

MEIOS DE PAGAMENTO

FORMAS DE ENVIO

REDES SOCIAIS

Segurança e Certificações